Sign In
Editar Textos
Editar o Título, Descrição, Texto e Tags desta Atividade

"Jogos Olímpicos: como se prepara uma participação?"

08.10.2019 | Preparação dos Jogos Olímpicos foi o tema de debate na Universidade Europeia

A abrir o ciclo de conferências no ano letivo 2018/2019 da Universidade Europeia o tema foi “Jogos Olímpicos: como se prepara uma participação?”. A sessão contou com a presença do Chefe de Missão de Portugal aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, Marco Alves, e também de Pedro Moura, Presidente da Federação Portuguesa de Ténis de Mesa, Maria Siderot, judoca e Eduardo Marques, velejador, sendo que os dois atletas estão a estudar na Universidade Europeia.

A audiência de estudantes, alguns deles em formação na área de desporto, teve oportunidade de assistir às intervenções dos convidados, tendo sido abordados assuntos como as etapas de preparação e qualificação para os Jogos Olímpicos, o financiamento e apoio no alto rendimento, a profissionalização dos atletas, os e-sports e a transição de carreira.

Marco Alves destacou o grau de precisão com que a presença da Missão de Portugal em cada edição dos Jogos Olímpicos é preparada: “Sete anos antes temos o primeiro contacto com o Comité Organizador”. Durante este período todos os pormenores são debatidos para que a experiência no período dos Jogos seja o mais positiva possível: “O Comité Olímpico de Portugal trabalha para resolver todas as questões que possam tirar o foco dos atletas da vertente competitiva”.

Pedro Moura utilizou o exemplo do ténis de mesa para apontar o grau de profissionalização crescente dos atletas, mas recordou que é preciso tornar o desporto um “desígnio nacional” para aumentar a quantidade e qualidade dos atletas.​

​Maria Siderot, com apenas 23 anos, tem já um percurso de sucesso mas reconhece a importância das referências de atletas mais experientes para superar os obstáculos que encontra no caminho competitivo até à desejada qualificação Olímpica. “A competição é cada vez mais exigente e a qualificação mais restrita”, o que requer a presença constante em várias competições internacionais, e nem sempre facilita a conciliação com os estudos. Admite entre sorrisos que nem sempre gere o binómio estudo-treino da melhor forma, mas por agora “o desporto é a prioridade”.​​

Eduardo Marques também já conhece as dificuldades do processo de qualificação para os Jogos Olímpicos. Em 2016, depois de atribuída a vaga ao país, foi o segundo posicionado de acordo com os critérios nacionais e Gustavo Lima apresentou-se como o representante português. O sonho Olímpico continua ainda com o foco para Tóquio, com a última prova de qualificação em maio de 2020. O financiamento para realizar mais provas internacionais em disputa direta com os principais adversários é essencial enquanto a qualificação for possível.

O debate, moderado por Edite Dias, d’A Bola TV, deu ainda oportunidade para que os estudantes pudessem colocar as suas perguntas e curiosidades sobre o percurso pessoal dos atletas e o processo de preparação para um grande evento mundial como são os Jogos Olímpicos.

Imagens

Editar Imagens
Editar as Imagens desta Atividade

Vídeos

Editar Vídeos
Editar os Vídeos desta Atividade

Hangouts

Editar Hangouts
Editar os Hangouts desta Atividade

Links externos

Editar Links
Editar os Links Externos desta Atividade

Atividades

Tags

Escolas

Anexos

Editar Anexos
Editar os Anexos desta Atividade

Notícias

A tua escola já faz parte do Programa de Educação Olímpica? Inscreve-te através do botão "Aderir ao Programa"!​